Confira 10 motivos para conhecer Rosário

Rosário abriga o monumento à bandeira da Argentina

Rosário, localizada à margem direita do Rio Paraná, é a terceira cidade mais povoada da Argentina. A cidade pulsa patriotismo com seu Monumento à Bandeira, é jovem e vibrante por sua vocação universitária, tem vida própria com seu porto e centro financeiro e é ainda a cidade natal de Che Guevara e do atacante Messi.

De segunda a sexta a cidade é voltada para os negócios e o Rio Paraná é apenas a vista da janelinha quando se está preso no trânsito. Aos sábados e domingos durante o di, a orla é tomada por crianças, atletas de fim de semana, barraquinhas com comida de rua e de artesanatos, além de turistas, que aproveitam a vista para os melhores cliques. À noite os jovens se reúnem em discotecas e bares temáticos do Boulevar Oroño.
Veja 10 motivos para conhecer Rosário e parar de limitar seu roteiro à terra dos hermanos entre Buenos Aires ou Bariloche:
1- Monumento Nacional à Bandeira – O lugar mais representativo da cidade marca onde Manuel Belgrano fincou a bandeira branca e celeste pela primeira vez. O monumento em forma de navio simboliza a nave da pátria rumo às águas do mar da eternidade. A torre de 70 metros tem um mirante, de onde é possível contemplar boa parte da cidade e das ilhas do Rio Paraná. O complexo é formado ainda pela Passagem Juramento, com colunas e espelhos d’água refletindo esculturas de Lola Mora.  Além de ser um passeio agradável para as manhãs ensolaradas, permite observar a melhor características dos argentinos: o patriotismo.
2- Plaza 25 de Mayo – Já vale pela contemplação das cores do outono voltando da caminhadinha pelo monumento à bandeira, mas também é o local que reúne prefeitura, catedral, correio central e museu de arte decorativo. O nome da praça se refere à data do primeiro governo argentino, em 1810. A Coluna da Liberdade, ao centro, tem estátuas que representam Manuel Belgrano, autor da bandeira argentina; o general revolucionário José de San Martin; Mariano Moreno, político que teve papel decisivo na Revolução de Maio; e Bernardino Rivadavia, o primeiro presidente da Argentina.


3- Catedral de Rosári
o – Há quem colecione céu azul, pôr-do-sol, selfies, check-in em restaurantes ou só aeroportos. Eu coleciono igrejas 🙂 Adoro admirar a arquitetura, perceber a luz entrar diferente pelos vitrais, ouvir as orações, ver os detalhes das imagens esculpidas e as artes das cúpulas.  Me imagino casando em todas elas rsrs. A Catedral de Rosário, localizada atrás do Monumento Nacional à Bandeira e com frente para a Plaza 25 de maio, marca o ponto de origem da cidade com uma pequena capela em 1748. Em 1830 foi construído o primeiro templo, e entre 1923 e 1927 foi construído o prédio de estilo academicista italiano que dura até hoje. A igreja guarda a imagem da Virgem do Rosário, considerada fundadora e patrona da cidade. A imagem foi criada na Espanha em 1773.

4- Vip Rosário – Este restaurante delicinha pertence à família do Messi. O próprio aparece por lá sempre que volta à terra natal. As mesinhas sob ombrelones são ótima pedida para uma Quilmes durante o verão. A boa fama da carne argentina também é confirmada no Vip Rosário. Escolhi oEntrecot a la manteca de finas hierbas, que vem acompanhado de purê de batatas e cogumelos salteados. Delicioso!
5- Hotel Splendour Savoy Rosario – Um hotel boutique lindo a dois quarteirões do Parque Nacional da Bandeira. O prédio de 1910 em estilo neoclássico francês foi restaurado e mistura tecnologia com acessórios vintage na decoração, uma graça. O pé direito alto, o ladrinho, os espelhos, as longas cortinas e a escadaria dão um toque de glamour. Além da cama enorme e do chuveiro com ducha generosa, amei a cafeteria, o que nos leva ao item 6.
6- Savoy Gran Café – A cafeteria do primeiro piso do hotel, com portas abertas para as ruas San Lorenzo e San Martin, tem toda uma vibe parisiense. Durante todos os dias da viagem ocupei uma das mesas para me deliciar com o mousse de doce de leite.
7- Estação Fluvial – A cidade tem toda uma vida voltada para o Rio Paraná. Da Estação Fluvial partem passeios para as ilhas e pela costa da cidade. Durante o verão há várias saídas para destinos próximos como La Florida, a praia fluvial. A orla também é repleta de bares e restaurantes de pescados e frutos do mar.
8- Beatles Memo Pub – A vocação universitária de Rosário influenciou a abertura de muitos bares, inclusive temáticos. Um deles é o Beatles Memo Pub, todo dedicado à história dos quatro de Liverpool. Neste bar e museu é possível ouvir áudio em três idiomas narrando a trajetória do grupo, além de assistir clipes, entrevistas, documentários e ouvir vários sons da banda. A casa também recebe bandas cover. Os Beatles influenciam até o cardápio. Há desde fish and chips a receitas vegetarianas inspiradas na dieta Hare Krishina de George Harrinson.
9- Rock and Fellers – Mais um bar temático dedicado à música. Atrai tanta gente que se torna missão impossível encontrar uma mesa nas noites de sexta e sábado. Sorte que funciona desde o café da manhã até o after party. A temática pop já começa na entrada, com duas guitarras fazendo as vezes de maçaneta da porta. Os encostos das cadeiras tem estampa de rostos famosos da música. Nos telões há desde Rollings Stones à Janelle Monae. O cardápio é totalmente inspirado na cultura americana, com sanduíches enormes, porções de costela ao molho barbecue e sobremesas que servem três pessoas. Look na banana split da foto.
10 – Estádio do Neweells Old Boy – O Neweells Old Boy é um time de futebol com mais de 100 anos e tem uma das torcidas mais fervorosas da Argentina. O clube já recebeu jogadores como Batistuta, Maradona e Messi. O grande clássico é contra o Rosário Central. O estádio tem 38 mil lugares e em 2001 foi uma das sub-sedes da Copa do Mundo sub-20.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.